sexta-feira, 7 de setembro de 2012



"Eu nunca acredite em amor
até que eu conheci você.
E eu sei que ainda ha muito 
para aprender,
mas eu sei
que eu daria 
minha vida
para mantê-la
sempre longe do sofrimento
sem um momento de dor.
Eu sei que eu não posso
respirar quando você não está comigo.
E eu sei que você é a única mulher
que eu sempre quis.
( Rhyannon Byrd - Instinto primitivo - A Beira da paixão)


Liliane

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

De uns tempos para cá passei a não esperar muito ou quase nada das pessoas com que me relaciono. Depois de tantas coisas passei a confiar menos nas pessoas, dar um voto de confiança sempre foi difícil, por vezes eu dei esse voto para quem não soube usar, ou fez pouco caso. 
Veja, sou complicada, confusa, sou uma mulher de muitas fases e voltagens. Quando sou amiga, sou de verdade. Quando amo, eu realmente cuido, eu amo, a pessoa passa a ser mais que apenas uma simples pessoa. Mas quando desconfio, perco as esperanças, ai o bicho pega! 
Vejo e sinto muito mais do que eu gostaria, mas o que posso fazer se esta tudo na minha frente, mais detalhado que qualquer outra coisa, o que eu posso fazer? Pegar tudo juntar e fazer um bolo e quem sabe me deliciar com ele -.-



Não tem nem a metade, mas é por ai
Não sou boa, sou Ótima!! rsrs


Liliane



Quanto mais eu vejo, pior fica.