domingo, 22 de julho de 2012

Dias como hoje é difícil segurar a tristeza, a solidão, a vontade de chorar ... as lágrimas.. 
bate a saudade de ter alguém para conversar, para rir, para abraçar, ouvir sons que você sabe de onde estão vindo, alguém para comer junto, beber junto. Não digo de uma par romântico, falo de companhia mesmo.
Me dói absurdamente ser taxada como dramática. Sei que não sou a primeira, muito menos a ultima a viver como vivo, mas quer saber? Será muito difícil encontrar uma pessoa como eu. A força, o caráter, a responsabilidade, força de vontade, mesmo diante de tantos acontecimentos ainda manter a cabeça erguida e o pensamento positivo, acreditar no dia seguinte, na melhoria de tudo ... 
Não sou única, mas sou diferente e principalmente sou rara!


Nenhum comentário:

Postar um comentário